Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Apeadeiro da Mata

Apeadeiro da Mata

24
Out21

Conhecer a realidade, no próprio local!

Francisco Carita Mata

Pôr do Sol. Foto original. 2021.09.01.jpg

 

Uma visita à Rua Larga e Travessa do Fundão, na Aldeia “Velha”!

 

Na passada 4ª feira, vinte de Outubro, tivemos a visita à Aldeia “Velha”, de Engº João Marques, da Proteção Civil da Câmara Municipal do Crato.

Uma observação in loco, a alguns espaços de Aldeia, onde a ação dos respetivos Serviços será necessária. Foi um “assentar os pés no chão”, parafraseando, de certo modo, uma sua expressão que traduz a necessidade de perceção da realidade, indo aos locais próprios. É preciso ir ao terreno, para perceber as problemáticas subjacentes. Ideia / Princípio que subscrevo totalmente.

Que Aldeia não é só os espaços mais modernos, os clubes e locais de convívio. Aldeia é antes de tudo o mais, o conjunto dos “terrenos” em que se insere e se inscreve a respetiva identidade cultural e ancestral. Tenho dito!

A visita inseriu-se no contexto de pedidos formulados anteriormente, para algumas questões que precisam de resolução, pelos danos já causados ou que eventualmente possam vir a causar.

Alguns já foram temas dos blogues.

A questão das limpezas dos quintais de algumas casas na Rua Larga, cheios de pastos e matos. Que são um perigo!

O enxame de abelhas na Travessa do Fundão, no antigamente designado “Palheiro dos Pobres”. Abelhas que têm feito das delas. Isto é, têm picado, como é respetivo apanágio. Inclusive a quem é alérgico. Um perigo acrescido!

Ficaram os problemas devidamente equacionados, no próprio espaço de intervenção. Houve sensibilidade para os assuntos, disponibilidade para o respetivo tratamento e futura execução.

Fiquei de obter os contactos dos proprietários dos territórios que, sendo particulares, têm os respetivos donos as sequentes obrigações. (Essa tarefa já está parcialmente executada. Estou diligenciando para saber os de todos.)

Outras questões também apresentadas reportaram-se à necessidade de colocar uma lâmpada no célebre poste do “Quintal de Drº Agostinho” e do arranjo do “entroncamento” da “Azinhaga da Atafona” / “Travessa do Fundão”. Assuntos também já abordados nos blogues.

Azinhaga. Foto Original. 2021.09.20.jpg

Fomos até ao “Vale de Baixo”, para percebermos, nos locais próprios, como tudo se interrelaciona.

Disponibilidade para concretizar as propostas/pedidos, bem como a respetiva perceção, ficou bem patente.

Agora, iremos continuar pugnando para a consequente realização.

Obrigado pela atenção demonstrada.

Igreja e Araucária. Foto Original. 2021.09.23.jpg

A Aldeia “Velha” e os territórios circundantes da Aldeia também precisam de ser uma fonte de inspiração e atenção para todos os Aldeãos.

Casa Museu. Foto Original. 2021.09.25.jpg

Até porque têm potencial de atração cultural no presente e no futuro. (As fotos reportam para tal.)

Caso sejam devidamente trabalhados.

Haja Saúde!

 

2 comentários

  • Costuma dizer-se: "Quem se queixa é porque lhe dói!" É o exercício da Cidadania. Para isso vivemos em Democracia! Até faz verso!
    Muito Obrigado. Muita Saúde. Muita Poesia. Muita Alegria!0
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2021
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D