Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Apeadeiro da Mata

Apeadeiro da Mata

06
Jan24

Árvores no Vale de Baixo: Dez / 23

Francisco Carita Mata

Pinheiro Manso. Foto Original. Dez.23

E resultado de trabalhos no Ginásio IV!

Estas fotos, de Dezembro, mostram algumas árvores no “Vale de Baixo”. São de 19 a 27/2023. Traduzem também a evolução de Outono para Inverno.

Titulando o postal, o “Pinheiro Manso”, que plantei entre pedra granítica, que rebentaram, para aproveitamento, mas que não concluíram. Por isso ficou uma fissura, onde a árvore se vai desenvolver. Junto à pedra, os “aparelhos de Ginásio”!

(Tinha protegido o Pinheiro, com rede, chamiços e canas, de modo que ovelhas e cabras não se pudessem aproximar e roer a planta. Situação que ocorreu por duas vezes, antes desta proteção rudimentar. Este pinheiro foi-nos dado em Almada, há cerca de dez anos, na habitual troca por lixo para reciclar. Iniciativa que a Câmara desenvolve também há várias dezenas de anos. O que nos tem permitido obter várias plantas.)

Os chamiços, em montão, antes de serem queimados.

Chamiços. Foto original. Dez.23

Ao longe, os monumentos carismáticos de Aldeia. No centro da foto, um Eucalipto que o Pai plantou, talvez há mais de trinta anos, também entre duas pedras graníticas nascediças. É atualmente, a árvore de maior porte do espaço.

(Várias Oliveiras, várias vezes centenárias, posicionadas no terreno.)

Ao lado esquerdo, observa-se uma Azinheira, nascida naturalmente entre duas pedras, que me lembro de ver sempre no terreno. Terá várias dezenas de anos. Foi nela que nos inspirámos para plantar árvores entre pedras.

Eis, imagem dessa Azinheira, in situ.

Azinheira. Foto Original. Dez.23

O Pinheiro com a proteção atual, que julgo suficiente face às ovelhas.

Pinheiro Manso. Foto Original. Dez.23

(Perante as cabras não sei!)

As cinzas!

Cinzas. Foto original. Dez.23

O fogo já fora!

(As fotos anteriores são todas de 19/12/23.)

As próximas três são de 24 de Dezembro.

O Chorão, ainda em modo de Outono.

Chorão. Foto original. Dez.23

Ontem, 05/01/23, ainda tinha folhas! Hoje, seis, “Dia de Reis”, está quase totalmente de Inverno. De noite, houve muito vento.

A parte central do Vale, com as árvores de folha caduca, todas em modo de Inverno.

Vale. Parte Central. Foto original. Dez.23

(Ameixieira, gamboeira, freixos, choupo, salgueiro, diospireiro…)

Lado SE e Este do Vale.

Vale. Parte SE e E. Foto original. Dez.23

As Catalpas, já no Inverno. O Carvalho Roble ainda tem folhas amarelas. Mas o irmão já as perdeu.

O mencionado Carvalho Roble, dia 27 de Dezembro.

Carvalho Roble. Foto Original. Dez.23

(Hoje, 6 de Janeiro de 2024, ainda tinha folhas.)

Cada tempo tem seu tempo!

(Para esta metodologia, Outono – Inverno, de certo modo, inspirei-me em "maiordesessenta".)

 

28
Set23

Outono – Verão – Primavera!

Francisco Carita Mata

Catalpa florida. Original. 24.09.23.

Três estações do ano em simultâneo!

Loureiro. Foto original.23

Para efeitos “institucionais” estamos no Outono. No passado dia 23, sábado, pouco depois das sete horas da manhã, ocorreu o equinócio de Setembro. Iniciou-se esta estação do ano. O sol, no seu movimento aparente, atingiu a linha do equador. “Caminha” até ao trópico de capricórnio, no hemisfério sul, aonde “chegará” lá para Dezembro, próximo do Natal. Será o solstício de Inverno. Até lá os dias irão sempre diminuindo: Outono!

Nascer do sol. Original. 25.09.23.

Todos estes “andamentos” sabemos que são aparentes. Quem se desloca é a nossa Terra. Todos os dias se desloca, dando uma volta completa sobre si mesma, em torno de um eixo imaginário. Essa rotação diária, 24 horas, origina a sucessão dos dias e das noites. Simultaneamente, vai-se deslocando em torno do sol, num movimento de translação de um pouco mais de 365 dias. Nesse movimento aproxima-se mais ou menos do sol e simultaneamente inclina-se também de forma diferente face ao mesmo, expondo mais o hemisfério norte ou o sul. Todos estes movimentos originam as diferentes estações do ano.

(Todas estas pretensas “explicações” resultam do que assimilei de quando estudei Geografia. Não pretendo “dar lições” a ninguém. Simplesmente apeteceu-me escrever sobre este assunto do tempo e sobre o tempo que vivemos.)

Pôr do sol. Foto original. 27.09.23.

Estamos, factualmente, no Outono.

Mas o calor reporta-nos para o Verão. (Ademais bem quente!)

E, já reparou nas plantas?!

Altemira. original. 24.09.23.

Dezenas delas estão floridas! Florescentes como se estivéssemos na Primavera!

Planta que desconheço. Foto original. 24.09.23

3 estações do ano em simultâneo: Outono, Verão, Primavera!

Carvalho roble ou alvarinho. Foto original. 01.09.23

O Gil é o que menos se importa com estas coisas...!

Gil. original set 23

Bons passeios! Bom descanso! Bom Outono!

*******

Fotos?

Todas originais:

Catalpa florida - loureiro seco do verão - nascer do sol - pôr do sol - altemira - flor que desconheço nome - carvalho roble ou alvarinho - gato gil.

 

06
Jun23

No “Vale de Baixo” – Aldeia da Mata!

Francisco Carita Mata

No Caminho da Fonte das Pulhas – Alto Alentejo

No início do Caminho da Fonte das Pulhas que também vai dar ao “Porcos Unho” - (horta, ribeira e passadeiras) – após o “Chão da Atafona”, nem cem metros percorridos, temos no lado direito – Norte – o “Vale de Baixo”!

Imagem global, o Vale, enquadrado por ramo de Catalpa:

Vale de Baixo. Original. 27.05.23.

(O campo semeado de azevém, uma parte já ceifada. Em plano médio, o renque de árvores formado pelos freixos e o choupo negro)

Um ramo de Catalpa florida.

Catalpa. Original. 27.05.23.

A planura semeada de feno – azevém (?) – e mal se vendo, falta de habilidade fotográfica, uma ave.

Vale. original. 27.05.23.

Uma pega azul! Que me lembre, este ano foi a primeira vez que vi este tipo de ave, na minha região. (Já vira no Algarve.)

Fotos da romeira cheia de flor.

Romeira. original. 23.05.23

E o “amigo” Gil (Eanes), o “Caçador”, numa das suas passeatas, acompanhando-me.

Gil. Original. 28.05.23.

(Quis realçar a flor da silva, mas ficou "desfocada". O gato estragou a foto?!)

(As fotos são todas de finais de Maio, já havia chovido ou estava em vias de...)

Bons passeios, com saúde, e Obrigado pela visita!

 

 

23
Mai23

Finalmente, voltou a chuva!

Francisco Carita Mata

Há um mês que não chovia, aqui para o Norte Alentejano!

Crónica molhada e estórias de “Gatos no Quintal” ( XIII)

Foi precisamente no dia 21/04/23 que publiquei também um postal sobre o tema. Que, chover é tema relevante de comunicar. E foi precisamente no passado domingo, 21/05/23, que voltou a chover. Ao final da tarde, na hora de passeio vespertino no circuito de manutenção, ela voltou. A água, a chuva! Por aqui, pela minha Aldeia, foi praticamente apenas o dia em que ela se dignou aparecer, com alguma consistência! Porque, hoje, 3ª feira e, ontem, segunda, mal deu ar de sua graça. Praticamente nada. Ligeiros pingos, pelo menos até agora.

As fotos mostram as Catalpas floridas, precisamente enquanto chovia.

Catalpas floridas. Original. 21.05.23.

Não era chuva de arrepiar caminho e mesmo Gil (Eanes), o gato caçador, não desistiu de me acompanhar, apesar de o ter tentado afugentar, para não ficar molhado. Seguiu-me e, claro, foi ele que mais se molhou. Miou, miou… (Que, eu levei guarda-chuva.)

A foto dos pingos de chuva e dos gatos, Ricardina e Gil.

(Ontem: 22/05/23)

Pingos de chuva. Original. 22.05.23.

Dia em que já não choveu. Ficaram os pingos de chuva!

Fiz limpezas no “Quintal de Baixo” e lá andaram os manos a acompanhar-me.

Enquanto chovia no domingo, o abrigo improvisado em que os manos se acoitaram.

Gatos em dia de chuva. original. 21.05.23.

E que chova mais um pouco. Já não sopra o vento seco que nos assolava há dias. Nem as poeiras do Sahara. Nem os calores destemperados que povoaram Abril.

A última foto: Pôr-do-sol em dia de poeiras.

Pôr do sol. Foto original. 18.05.23. 

(18/05/23)

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D