Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Apeadeiro da Mata

Apeadeiro da Mata

24
Set23

Outono a Chegar… Verão a terminar!

Francisco Carita Mata

Ontem, sábado - 23/09, começou o Outono, pouco depois das sete da manhã.

Mas o dia mais pareceu de Verão. E, hoje, 24/09, também!

Como referi, em postal de Aquém-Tejo, ontem, sábado, foi dia de campo.

De manhã, fui até ao Vale de Baixo. Os javalis andam numa grande fossadeira. Já lhes tapei algumas entradas / saídas, especialmente as que envolvem as paredes que derrubam. Abrem outras. Por enquanto, não têm voltado a derribar paredes, pois vêm através do canavial e balsedo limítrofe, a partir do Chão da Prima Maria Constança.

Cortei canas e mais canas e com elas estruturei molhes com que tapei as possíveis entradas e saídas. Observarei os resultados nos próximos dias.

Quem me acompanha nestas campanhas?!

Gato GIL. Foto original. 23.09.23.

Pois. O improvável “amigo Gil”! A foto titulando o postal é dele. Explorando. Caça, caça. Ontem, apanhou uma cobrita e comeu-a. Gafanhotos, borboletas, bichos que se mexam, lá está o animal feroz em função. Gatos são felinos e têm um terrível instinto de caçadores.

Na limpeza efetuada no canavial observei este ninho antigo, da última Primavera.

Ninho. Original. Set. 23.

 Deduzo ser talvez de melro, pela base argilosa envolvida em ervas secas.

O ciclo das estações continua. Anteontem, oficialmente Verão. Desde ontem, sábado, já Outono.

As fotos seguintes são ainda de anteontem, 6ª feira - 22 de Setembro.

Do “Quintal de Cima”:

Rosas de Santa Teresinha

Rosas Santa Teresinha. 09.23.

Rosa branca.

Rosa Branca. Foto original. 22.09.23

(Nesta foto se observam dois intrusos. Consegue identificá-los?!)

As inefáveis “Despedidas de Verão

Despedidas de Verão. Foto original. 22.09.23.

O meu rudimentar e improvisado “Viveiro de plantas”

Viveiro. original. 09.23

Consegue identificar algumas?!

E uma “pratada” de cogumelos!

Cogumelos. Foto original. 22.09.23

Esta foto já não é na Aldeia, mas na Cidade de Régio – Portalegre. No “Jardim do Tarro”.

Disse “pratada”… mas não aconselho a ninguém comer estes cogumelos. São certamente venenosos!

Ontem, sábado - 23/09 - ainda fui ao adro para fotografar o poente. Mas não foi tão apelativo como na 6ª feira, último dia de Verão.

E, chaminés na Travessinha.

Chaminés. Original. 22.09.23.

(Ainda na 6ª feira, dia 22/09/23.)

 

20
Set23

Despedidas de Verão - Set. 2023

Francisco Carita Mata

Quintal de Cima – Aldeia da Mata

Despedidas de Verão. Foto original. 14.09.23.

Finalmente consigo voltar a publicar e escrever nos blogues. Foi quase um mês sem publicar. Mas esteve tudo bem. Tive de desenvolver outras atividades, uns dias de “férias”, umas semanas sem computador. Sobre alguns assuntos irei dando “notícias”.

Despedidas de Verão.

20230914_194538.jpg

O Verão quase a findar. Felizmente também se despediu com alguma chuva. Por aqui, pelo Alentejo, é uma bênção. A ervinha já brota. As ovelhas agradecem.

Ilustro este regresso com as flores que anunciam o findar do verão.

Conheço-as por “Despedidas de Verão”. Ilustram o “Quintal de Cima”, embelezando-o com o seu colorido rosa e perfume adocicado. Este ano estão de colorido mais rosa.

Na fase de floração exuberante (14 Set. 23).

Despedidas de Verão. Foto original. 14.09.23.

Ainda em broto, a nascer do solo

03/09/23:

sample

(Entre outros elementos vegetais: folhas de hera, verdes e secas; celgas, beldroegas...)

Bons passeios, outonais... A nova estação já aí... E muita saúde e paz!

(Despedidas de outros verões.)

 

26
Set21

Flores do meu Quintal (I)

Francisco Carita Mata

Frutos do meu Vale!

Em sotaque alentejano, Quintal e Vale, até rimam!

Rosa no Chão. Foto original. 2021.09.23. jpg

Esta semana pré-eleitoral passei-a na minha Aldeia. Mas não por quaisquer razões relacionadas com esse facto. Vamos até lá, regularmente. Gostei de ver o entusiasmo dos candidatos. Que, ao assumirem a gestão da Autarquia, mantenham esse afã, é o que eu desejo a todos. Com muita Saúde. São os votos que formulo para todos e cada um, quem quer que seja que venha a tomar o “leme do barco”. Friso!

Rosa de Santa Teresinha. Foto original. 2021.09.18.jpg

Hoje, trago-vos, Caros/as Leitores/as, imagens de “Flores do meu Quintal”.

Rosas de Santa Teresinha. Foto original. 2021.09.19.jpg

A foto que titula o postal é de uma linda rosa rosa. Essa é do Chão, que é um "prolongamento" do Quintal. Resultou essa roseira de um enxerto que fiz de roseira rosa, numa matriz de roseira brava branca. Vive num contexto adverso, mas todos os anos floresce.

Rosas de Santa Teresinha, as segunda e terceira fotos. Extraordinárias estas rosas, florescem praticamente todo o ano.

Rosa branca

Rosa branca. Foto original. 2021.09.18.jpg

Alecrim florido, em final de Verão.

Alecrim florido. Foto Original. 2021.09.20.jpg

Rapaziada.

(Esta tem flores vermelhas e brancas!)

Rapaziada. Foto original. 2021.09.20.jpg

Despedidas de Verão

Despedidas de Verão. Foto original. 2021.09.19.jpg

Despedida de Verão, em botão.

Despedida de Verão em botão. Foto original. 2021.09.19.jpg

E os “Frutos do meu Vale”?

Esses aparecerão noutro postal, ainda em botão, no blogue “Aquém-Tejo”!

 

17
Set21

Apeadeiro… e Topónimo

Francisco Carita Mata

O Topónimo de Aldeia da Mata

Aldeia. Vista Tapada das Freiras. Foto Original. 2021.02.21.jpg

Apeadeiro, s.m. (de apear). 1. Lugar da linha férrea, geralmente sem estação, onde alguns comboios param apenas para deixar ou receber passageiros.”

“Aldeia, s.f. (do Ár. ad.-dai’a). 1. Pequena povoação rural, de poucos vizinhos, de menor categoria do que a vila.”

“Mata, s.f. (do Lat. matta). 1. Bosque cerrado; grande extensão de terreno onde crescem árvores silvestres.”

In. Lexicoteca – Moderno Dicionário da Língua Portuguesa – Círculo de Leitores – Vol I e Vol II – 1985.

*******

E as fotos?

Sobre o Apeadeiro da Matta, onde durante mais de vinte anos me apeei de e para comboios, ainda não tenho nenhuma foto específica. Quando tiver oportunidade, tirarei algumas fotos para ilustrar postais.

Rosa do Apeadeiro. Foto original. 2021.05.22.jpg

Neste postal, documento com foto de uma rosa, gálica(?), de roseira que tenho no quintal, obtida a partir de bacelo de roseira, que havia junto à casa da guarda da passagem de nível. Enquanto houve comboios a circular na Linha do Leste e nas dezenas de Linhas que havia por este nosso País, as estações de comboio e respetivas passagens de nível estavam sempre floreadas.

Sobre Aldeia, duas fotos, de locais diferentes.

Uma vista, a partir do Caminho que leva à Baganha, Ribeira das Caldeiras e à Tapada do Sabugueiro e Ribeira da Várzea. Caminho percorrido milhares de vezes. Caminho centenário ou mesmo milenar. (Oliveira Milenar!)

Aldeia. Vista a partir do Caminho da Baganha. Foto Original. 2021.02.01.jpg

********

Vista a partir da Tapada das Freiras, entre a Fonte do Salto e a Fonte das Pulhas, a que inicia o postal.

*******

Neste blogue, “Apeadeiro da Matta”, irei citando postais de “Aquém-Tejo”, em que me debrucei sobre temas respeitantes a Aldeia da Mata.

Hoje, deixo a ligação para:

O Topónimo Aldeia da Mata.

*******

Termino com foto de "Despedidas de Verão". Que o dito está quase a abalar.

Despedidas de Verão. Foto original. 2020.10.04. jpg

Caro/a Leitor/a:

Como costuma designar a planta que oferece, espontaneamente, estas lindas flores?

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D