Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Apeadeiro da Mata

Apeadeiro da Mata

25
Fev23

Estação Elevatória da ETAR de Aldeia da Mata

Francisco Carita Mata

Algumas questões e sugestões pertinentes.

No lado sul do Caminho da Fonte das Pulhas, a seguir ao Vale do Meio, há uma estação elevatória da ETAR de Aldeia da Mata.

Essa estação elevatória não funciona muito bem. Há vários anos. Já dei disso conhecimento, por várias vezes, às entidades competentes, em Portalegre.

Cano da ETAR no vale de Baixo. Foto original. 20.12.23.

Ao não funcionar muito bem, “verte” águas para o “Vale de Baixo”, conforme a imagem anterior, evidencia. Esta situação ocorre quando chove um pouco mais. Foto de 20/12/23, “Dia das Cheias”.

O que está errado nesta situação não é propriamente o facto de, havendo mais chuva, a estação elevatória não conseguir  elevar toda a água para a ETAR, que fica noutro local da povoação, junto à ponte da Ribeira das Pedras. Embora esta situação também não devesse ocorrer.

O que está completamente errado é esse cano ter sido ali colocado, quase sub-repticiamente, muito escondido, sem terem pedido autorização a meu Pai, nem à minha Mãe, nem a mim. (Embora eu, à data em que a ETAR e a estação elevatória foram construídas, não estivesse tanto tempo na Aldeia, como agora.)

Desta situação também já dei conhecimento.

Veículo. Foto original. 20.12.23.

No dia 20/02/23, 2ª feira, foram limpar a estação elevatória, utilizando o veículo documentado nas fotos. Devido à respetiva dimensão e tubagens que leva, a Azinhaga foi devidamente limpa e as árvores com ramagens sobre o caminho foram cortadas. O que foi ótimo. A Azinhaga ficou com espaço que parece uma “Avenida”! (Passe o exagero, claro.)

Azinhaga. Foto original. 19.02.23.

(Obrigado à Junta de Freguesia e respetivos funcionários.)

Questiono: A vinda daquele veículo foi uma situação pontual ou passará a ser habitual?! (Como sabemos, o sistema de limpeza da estação elevatória não funciona muito bem.)

Veículo. Foto original. 20.02.23.

Nova questão: Se essa situação da ida e volta daquele veículo se tornar regular, o que poderá acontecer à estrutura do caminho nomeadamente na parte central do Vale de Baixo, dado que é mais frágil?! Aguentará?! (A ver vamos.) Manifesto, desde já, a minha preocupação.

Azinhaga. Foto original. 19.02.23.

Outra questão, já referenciada: E o tubo que “verte” águas no vale?!  O que fazer?! (…) (Quando escrevo “verte”, é porque também manda algum lixo!)

(Questão anexa, que não me dirá respeito tão diretamente: A localização da estação elevatória, embora se compreenda, não foi devidamente salvaguardada com espaço para os técnicos, que fazem a manutenção, terem possibilidade de fazer inversão de marcha quando ali se deslocam.

Questiono-me porque, à data, não adquiriram terreno contíguo à instalação, para estacionamento e respetivas manobras dos carros dos técnicos. Agora, ainda mais necessário haver esse espaço.

Se não arranjaram esse estacionamento, porque não pensam nisso atualmente?!)

*******

Veículo. Foto original. 20.02.23.

Destes assuntos darei conhecimento às entidades competentes.

*******

Grato pela atenção. Saúde e Paz, que tarda!

Caminho Fonte das Pulhas. Foto original.19.02.23.

E bons passeios.

 

23
Set22

Limpeza das Praias?!

Francisco Carita Mata

Mas que tem Aldeia da Mata a ver com isso?!

Começaram no passado sábado, 17 de Setembro, ações de limpeza em várias praias deste nosso Portugal.

Atividade altamente meritória, com a qual estou plenamente de acordo.

O que não concordo é com as atitudes de muito boa e santa gente deste nosso país que lança lixo por tudo quanto é sítio. Todos os espaços que estão para além das respetivas portas e janelas, seja da casa ou do carro, são locais propícios a despejar todo e qualquer lixo, de toda e qualquer natureza. São uns porcos! (Sem desprimor pelos ditos cujos, que são assim por natureza!)

É só olharmos e vermos! Infelizmente é assim. Não respeitam, nem apreciam, nem valorizam, o lindo País que temos!

Mas o que tem Aldeia da Mata a ver com isso?! Fica a duas centenas de quilómetros do mar!

Pois, aparentemente não. Mas tudo o que se lança de qualquer maneira nas ruas, nos campos, nas estradas, nas azinhagas, nos caminhos vicinais e por ali fica abandonado, mais tarde ou mais cedo, por andas e bolandas, acaba por ir desaguar ao mar!

Na passada 6ª feira, dia dezasseis e na sequência das enxurradas, no Vale de Baixo, apanhei um saco cheio de plásticos variados, garrafas e quejandos, provenientes da Localidade. Uns invólucros que não conheço, vindos da ETAR. Uma série de porcarias, fora as que ficam no terreno e não apanho. No caminho da Fonte das Pulhas / Ribeira do Porcozunho, nem se fala! Na Ribeira do Salto!!!

A propósito... Hoje, 23 de Setembro, já Outono, fomos à Fonte do Salto. A respetiva Ponte está liberta dos arvoredos que lhe tapavam a estrutura. Trabalho de louvar. Parabéns à Junta e aos funcionários que executaram a tarefa.

Vá à Fonte e visite a Ponte, conforme há muito não a víamos. E não deixe lixo, SFF.

Deite o(s) lixo(s) nos locais próprios.

E faça a reciclagem, SFF. (É algo que constato na Freguesia é que muito boa e santa gente, pura e simplesmente, não faz reciclagem. Mesmo com os respetivos contentores bem perto.)

Há até quem se admire por eu fazer reciclagem. Que muito linearmente se recusam a fazer!  Um espanto!!!!

Surpresas da minha querida e santa Aldeia!

Haja Saúde. Vacinas contra a Covid e a gripe. E que haja Paz. Que tarda!

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D