Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Apeadeiro da Mata

Apeadeiro da Mata

14
Jun24

Dona Marinete e o seu rebento!

Francisco Carita Mata

Gatos dos Quintais (XXV)

Dona Marinete e seu filhote!

(No "Quintal de Cima")

20240612_082703.jpg

(Filhote ou filhota?!

Não sei ainda...)

(Mas não eram três gatinhos, apresentados no "Quintal de Baixo", a 14 de Maio?!)

...   ...   ...

***

O filhote - ou filhota(?) - tentando mamar!

20240612_082644.jpg

(Mama! Dá sempre jeito!)

***

E o extraordinário, resistente e valente, inexcedível, Gil!

20240611_203819.jpg

(Descansando, relaxando, na "Azinhaga da Fonte das Pulhas", quando me acompanhou - mesmo coxo - numa passeata vespertina!)

Os animais são nossos amigos.

O que acha o Caro/a Leitor/a?!

 

17
Mai24

Marinete e os filhotes – Gatos dos Quintais (XXIV)

Francisco Carita Mata

Sobre os gatinhos que menina Marinete nos apresentou no dia catorze de Maio, 3ª feira passada…

Nesse dia, ao final da tarde, quando fui dar de comer a Marinete, Du-Dú e Gil, gatos sempre patentes no “Quintal de Baixo”, fui surpreendido pelos gatinhos das fotos.  Contei três.

Um que se destacou, conforme foto seguinte.

20240514_202213 (1).jpg

Mais tarde descobri-os, escondidos, na base da parede norte do cabanal, bem fundidos entre a pedra.

Um deles, espreitando, conforme a foto documenta.

20240514_203624.jpg

Antes de mais, frisar que, a partir de agora, Marinete, menina - agora mamã - gostará que a tratemos por Dona: Dona Marinete!

Os gatinhos deduzo, terão nascido ainda em Abril. Terão cerca de um mês.

Nascidos, e caso consigam ser criados, são a 4ª geração que frequenta os quintais.

Marinete e o irmão Du-Dú constituem a 3ª geração.

São filhos de Dona Mi-Dú, atualmente muito esquiva no quintal, aparecendo quase sempre nos finais dos repastos, pouco comendo. Esta é irmã de Gil, sempre o mais presente, embora muito diferente, desde que ficou preso em armadilha, em Outubro de 2023, tendo perdido a perna traseira esquerda.

Estes, Gil e Mi-Dú fazem parte de uma ninhada de quatro, surgida no início de 2022. Vistos, pela primeira vez, no início da Azinhaga da Fonte das Pulhas.

Os outros dois dessa ninhada foram Bart – “Bartolomeu Dias” e Ricardina – a heroína, que despareceram no ano passado, 2023.

Constituíram a 2ª geração. Partindo do pressuposto que a respetiva mãe foi a 1ª geração. Esta gata só frequentou o quintal no início de 2022, quando trouxe os quatro filhos, já crescidotes.

Estes, face ao alimento que lhes fomos dando, amesendaram-se.

Atualmente, e de forma constante, apenas ficou o Gil.

O conhecimento dos bichos apenas se foi concretizando em 2023. À medida que os fui identificando. Sabendo quem era macho ou fêmea, distinguindo-os e nomeando-os.

Agora, veremos o que irá suceder a estes três elementos novos.

(Que eles pouco se deixam ver. Na 4ª feira não os vi. E ontem, 5ª feira, apenas vislumbrei um, que depressa se escapuliu, não sei para onde!)

Cronicamos sobre os gatos, para não falarmos de coisas tristes. E talvez, escrevendo sobre gatos, também perpasse um pouco sobre pessoas.

Acha que os animais também têm, digamos, “personalidade”, melhor, identidade própria?!

 

02
Abr24

Gil e Marinete: Gatos dos meus Quintais (XXII)!

Francisco Carita Mata

O Gato Gil e a sobrinha Marinete!

20240317_144302.jpg

Há muito que não publico nada sobre os gatos dos meus quintais!

Da última vez que publiquei, ainda pensava que Marinete era um gato e, por isso, lhe chamavámos "Riscadinho"! Entretanto, revelada a verdadeira identidade, passou a nomear-se Marinete.

Na foto, da primeira quinzena de Março, estão tio e sobrinha. Gil é irmão de "Dona Mi-Dú", mãe de Marinete, que há dias não aparece. Julgo que estará novamente de bebé, segunda gestação. Mas não sei!

O Gil bem se vê que lhe falta a perna traseira esquerda.

Haviam acabado de comer.

Felizes, os gatos?!

Saúde e Paz!

(O tempo continua frio, ventoso e chuvoso!)

 

24
Nov23

Fogo regenerador! Queimas e Queimadas.

Francisco Carita Mata

Queimada Vale de Baixo. Original. 21.11.23

Vale de Baixo – Aldeia da Mata - Novembro 23

O Fogo um dos “quatro elementos”, segundo os “Antigos”, pode ser altamente destruidor. Nos últimos anos, fruto de variadas circunstâncias, a que não é alheia a incúria dos homens, essa tem sido a sua proeminente faceta.

Mas também pode ser regenerador. E também um modo simples e preventivo do respetivo efeito destruidor.

A foto inicial documenta queima de inertes no Vale de Baixo, na passada 3ª feira, 21/11, durante a manhã e tarde.

Ao final da tarde, quem haveria de me aparecer, no limite NW da propriedade, onde estava na queimada?!

Pois… O Gato Gil.

Gato GIL. Foto original. Nov.23.

Apenas com três patitas, coxeando, lá chegou ele, a fazer-me companhia!

Ficou até depois do sol-posto, quando dei por terminada a função naquele dia.

Regressou. E teve a recompensa. Ele e os sobrinhos. E a mana.

Os animais são deveras interessantes!

Por aqui, os dias continuam soalheiros, apesar de frios. Ontem, o pôr-do-sol voltou a ser de magia!

Saúde e Paz, tanta falta faz!

 

18
Out23

O gato Gil voltou!

Francisco Carita Mata

Mas... voltou ferido!

Gatos do Quintal (XIX)

Hoje, quando fui dar almoço aos gatos, já no final, aparece-me um que nem reconhecia.

Magrérrimo! Só depois me apercebi que era o Gil!

Mas... fiquei chocadíssimo!

Arrastando a perna traseira esquerda, toda esfacelada!

Foi, de certeza, apanhado numa armadilha.

Tirei fotos, mas ainda não me atrevo a revelar.

Pelo menos voltou.

Como devo proceder?!

Dar-lhe comida com antibiótico?!

Será que ele aceita tratamento de algum veterinário?!

É chocante ver assim o animal!

Tanta guerra! Tanto ódio! O Mundo anda perdido!

 

15
Out23

Um postal que não gostaria de escrever… (Gatos do Quintal - XVIII)

Francisco Carita Mata

Mas que vai ter de ser escrito!

Gil. original 04.03. 23

Gatos do Quintal XVIII – Crónica de tristeza e desalento!

Gil. original 14.03. 23

Não gostaria de escrever, porque encerra duas notícias desagradáveis.

Gil. Original. 07.05.23.

O gato Gil, um dos protagonistas que deambularam por estas crónicas sobre “Gatos do Quintal” anda desaparecido há oito dias! O que, dado o historial dos irmãos – Ricardina, em Julho e Bart, em Abril – não mais aparecerá.

E, não aparecerá, porquê?! Presume-se, deduz-se que terá morrido!

Mas de “morte natural”?! Duvido completamente. O mais certo é ter sido morto.

Propositadamente?! Provavelmente não! Alguma armadilha colocada nos campos, para “apanhar” outros bichos. E, os gatos… exploradores e curiosos como são, nelas terão caído.

Isto é o que eu imagino. Que não sei nada sobre o assunto. Não vi. Não sei! Mas que as há, há!

Mas este é já o terceiro gato que desaparece! Dos quatro irmãos, apenas resta Mi-Dú e os dois filhos: Du-Dú e Riscadinho, sobrinhos duplamente de Gil!.

E esta é necessariamente a segunda notícia desagradável: Quem terá armadilhado?!

(Não vou escalpelizar mais o assunto. Ponto final.)

Gil e sobrinhos comendo. original. 28.09.23.

Mas que sentimos a falta de Gil, lá isso sentimos! A desenvoltura, a sofreguidão na comida, o afago e simpatia que demonstrava sempre, apesar de lhe chamar “chato”, a companhia que fazia, uma presença tutelar, de guarda, enquanto eu cirandava no Chão ou no Vale. A correria, a subida às árvores a mostrar as habilidades, o instinto caçador, catando, espreitando, atento ao menor ruído e movimento. Lá que caçava pássaros, lá isso apanhava; talvez até os ninhos, é provável; também as lagartixas, nunca mais se viram! Mas também ratos, nunca mais houve nos quintais, nem no palheiro. Cobras também, mas pequenas. Que caçadora de cobras como nenhum, era Ricardina – heroína!

Mi-Dú sempre foi mais recatada. É mais maternal. Julgo que andará novamente de bebé! É para povoar o espaço. Que, agora, só ela e os filhotes.

Gil, Mi-Dú, Du-Dú, Riscadinho. Original. 28.09.23.

Destes, Du-Dú tenta imitar o tio Gil, mas ainda não consegue. Esperemos que se afoite mais e me acompanhe nas passeatas. Também ainda não é adulto. Estará nos cinco meses.

Gil e Du - Dú.  28.09.23.

Mas que sentimos a falta de Gil, lá isso sentimos!

Gato GIL. Foto original. 24.09.23.

É uma sensação de perda, de algo que falta, situação que eu julgaria completamente improvável, há dois anos (2021)! Mas a Vida é uma constante aprendizagem e nada é a preto e branco. Tudo muda e há imensas cambiantes na realidade em que vivemos e que nos cerca.

Neste Mundo atroz, em que as guerras, a destruição, imperam, às mãos dos homens entre si. Que importância tem um gato ser morto, provavelmente numa armadilha?! Mesmo que tenha nome de explorador: Gil (Eanes)!!!

Termino esta crónica desalentada sobre gatos. Para não falar da desumanidade dos seres humanos. Que se matam estupidamente e que destroem tudo o que constroem em guerras atrozes, em que milhares de inocentes morrem, são sacrificados… em nome de quê??!!

*******

Fotos Originais, de minha autoria, para o bem e para o mal! Todas de 2023.

4 Março: Gil, descansando no Caminho.

14 Março: Gil, vigilante, desperto por algum ruído.

07 Maio: Gil, seguindo-me, apanhando-me na passeata.

28 de Setembro: Gil e sobrinhos.

28 Setembro: Gil, a irmã e os filhos desta, seus sobrinhos.

28 Setembro: Gil e sobrinho Du-Dú.

24 Setembro: Gil, deitado, numa postura que lhe era muito peculiar, esfregando-se na areia.

 

 

28
Set23

Outono – Verão – Primavera!

Francisco Carita Mata

Catalpa florida. Original. 24.09.23.

Três estações do ano em simultâneo!

Loureiro. Foto original.23

Para efeitos “institucionais” estamos no Outono. No passado dia 23, sábado, pouco depois das sete horas da manhã, ocorreu o equinócio de Setembro. Iniciou-se esta estação do ano. O sol, no seu movimento aparente, atingiu a linha do equador. “Caminha” até ao trópico de capricórnio, no hemisfério sul, aonde “chegará” lá para Dezembro, próximo do Natal. Será o solstício de Inverno. Até lá os dias irão sempre diminuindo: Outono!

Nascer do sol. Original. 25.09.23.

Todos estes “andamentos” sabemos que são aparentes. Quem se desloca é a nossa Terra. Todos os dias se desloca, dando uma volta completa sobre si mesma, em torno de um eixo imaginário. Essa rotação diária, 24 horas, origina a sucessão dos dias e das noites. Simultaneamente, vai-se deslocando em torno do sol, num movimento de translação de um pouco mais de 365 dias. Nesse movimento aproxima-se mais ou menos do sol e simultaneamente inclina-se também de forma diferente face ao mesmo, expondo mais o hemisfério norte ou o sul. Todos estes movimentos originam as diferentes estações do ano.

(Todas estas pretensas “explicações” resultam do que assimilei de quando estudei Geografia. Não pretendo “dar lições” a ninguém. Simplesmente apeteceu-me escrever sobre este assunto do tempo e sobre o tempo que vivemos.)

Pôr do sol. Foto original. 27.09.23.

Estamos, factualmente, no Outono.

Mas o calor reporta-nos para o Verão. (Ademais bem quente!)

E, já reparou nas plantas?!

Altemira. original. 24.09.23.

Dezenas delas estão floridas! Florescentes como se estivéssemos na Primavera!

Planta que desconheço. Foto original. 24.09.23

3 estações do ano em simultâneo: Outono, Verão, Primavera!

Carvalho roble ou alvarinho. Foto original. 01.09.23

O Gil é o que menos se importa com estas coisas...!

Gil. original set 23

Bons passeios! Bom descanso! Bom Outono!

*******

Fotos?

Todas originais:

Catalpa florida - loureiro seco do verão - nascer do sol - pôr do sol - altemira - flor que desconheço nome - carvalho roble ou alvarinho - gato gil.

 

24
Set23

Outono a Chegar… Verão a terminar!

Francisco Carita Mata

Ontem, sábado - 23/09, começou o Outono, pouco depois das sete da manhã.

Mas o dia mais pareceu de Verão. E, hoje, 24/09, também!

Como referi, em postal de Aquém-Tejo, ontem, sábado, foi dia de campo.

De manhã, fui até ao Vale de Baixo. Os javalis andam numa grande fossadeira. Já lhes tapei algumas entradas / saídas, especialmente as que envolvem as paredes que derrubam. Abrem outras. Por enquanto, não têm voltado a derribar paredes, pois vêm através do canavial e balsedo limítrofe, a partir do Chão da Prima Maria Constança.

Cortei canas e mais canas e com elas estruturei molhes com que tapei as possíveis entradas e saídas. Observarei os resultados nos próximos dias.

Quem me acompanha nestas campanhas?!

Gato GIL. Foto original. 23.09.23.

Pois. O improvável “amigo Gil”! A foto titulando o postal é dele. Explorando. Caça, caça. Ontem, apanhou uma cobrita e comeu-a. Gafanhotos, borboletas, bichos que se mexam, lá está o animal feroz em função. Gatos são felinos e têm um terrível instinto de caçadores.

Na limpeza efetuada no canavial observei este ninho antigo, da última Primavera.

Ninho. Original. Set. 23.

 Deduzo ser talvez de melro, pela base argilosa envolvida em ervas secas.

O ciclo das estações continua. Anteontem, oficialmente Verão. Desde ontem, sábado, já Outono.

As fotos seguintes são ainda de anteontem, 6ª feira - 22 de Setembro.

Do “Quintal de Cima”:

Rosas de Santa Teresinha

Rosas Santa Teresinha. 09.23.

Rosa branca.

Rosa Branca. Foto original. 22.09.23

(Nesta foto se observam dois intrusos. Consegue identificá-los?!)

As inefáveis “Despedidas de Verão

Despedidas de Verão. Foto original. 22.09.23.

O meu rudimentar e improvisado “Viveiro de plantas”

Viveiro. original. 09.23

Consegue identificar algumas?!

E uma “pratada” de cogumelos!

Cogumelos. Foto original. 22.09.23

Esta foto já não é na Aldeia, mas na Cidade de Régio – Portalegre. No “Jardim do Tarro”.

Disse “pratada”… mas não aconselho a ninguém comer estes cogumelos. São certamente venenosos!

Ontem, sábado - 23/09 - ainda fui ao adro para fotografar o poente. Mas não foi tão apelativo como na 6ª feira, último dia de Verão.

E, chaminés na Travessinha.

Chaminés. Original. 22.09.23.

(Ainda na 6ª feira, dia 22/09/23.)

 

23
Jul23

Gatos do(s) Quintal(ais) (XV ): Novo rebento!

Francisco Carita Mata

Há um novo elemento na trupe! No Gatil, diga-se.

Voltamos, apresentando fotos dos elementos do Gatil dos Quintais.

A foto titulando o postal, apresenta Maria Eduarda – Mi-Dú, a 27/05/23, no regresso

Mi-Dú. Original. Maio 23.

…após o desaparecimento em Abril, com o mano Bart – Bartolomeu Dias. Ele nunca mais se viu. Ela, viríamos a constatar, estivera em trabalhos de parto, no “Quintal do Ti Zé Fadista”.

No dia 31 de Maio, observei aí, espreitando de fugida, três rebentos, dos quais apresento um, na última foto.

(A pose está estruturada na entrada de uma casa “abandonada”, sobre que tenho pugnado a respetiva limpeza!!!! Nada feito!!!! Não fossem os gatos e aquilo seria um ninho de ratos e cobras!)

Na 2ª foto, Ricardina e o mano Gil – 27/06/23

Ricardina e Gil. Original. junho.23.

Ricardina, a solo – 28/06/23

Ricardina. Original. junho.23.

02/07/23 – Gil, quando me acompanha nas minhas deambulações pelos terrenos.

Gil. Original. Julho.23.

Eu trabalho. Ele descansa periodicamente. Faz-se à foto, no caso! Muitas vezes caça, mostra as habilidades. Geralmente acaba por se perder nas pesquisas e explorações que faz pelos “matos”. Caça. É terrível! Pena que não cace os javalis, que faz imensa falta caçar os javalis todo o ano! Mas as competências de Gil não chegam a tanto! Toupeiras, ratos, certamente, que nunca mais se viram; lagartixas, pássaros, licranços. Cobras também não. Isso é mais Ricardina.

E a célebre cena de 07/07/23

Gil e Ricardina. Original. 07.07.23.

Ricardina guardando o troféu: a cobra. Gil "desligado" (?) do trabalho da mana?!

E a última foto: Um “rebento” de "Maria Eduarda"!

DuDu. Original. Julho 23

Precisamente também na soleira da porta da casa “abandonada”, onde fotografei a progenitora: Mi-Dú (Maria Eduarda).

(Como chamar-lhe?! Por enquanto, Du-Du. Não sabemos se é menino, se menina! Depois, veremos como baptizá-lo.)

Quando observei os “rebentos” pela 1ª vez, a 31 de Maio, vi três. Dois assim da cor deste aqui apresentado e um malhado.

Que terá sido feito dos outros?!

Aguardamos notícias em futuros postais.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D