Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Apeadeiro da Mata

Apeadeiro da Mata

14
Jun24

Dona Marinete e o seu rebento!

Francisco Carita Mata

Gatos dos Quintais (XXV)

Dona Marinete e seu filhote!

(No "Quintal de Cima")

20240612_082703.jpg

(Filhote ou filhota?!

Não sei ainda...)

(Mas não eram três gatinhos, apresentados no "Quintal de Baixo", a 14 de Maio?!)

...   ...   ...

***

O filhote - ou filhota(?) - tentando mamar!

20240612_082644.jpg

(Mama! Dá sempre jeito!)

***

E o extraordinário, resistente e valente, inexcedível, Gil!

20240611_203819.jpg

(Descansando, relaxando, na "Azinhaga da Fonte das Pulhas", quando me acompanhou - mesmo coxo - numa passeata vespertina!)

Os animais são nossos amigos.

O que acha o Caro/a Leitor/a?!

 

29
Abr24

Rosas do meu Quintal: Abril / 24

Francisco Carita Mata

Rosas de Alexandria:

20240423_192143 (2).jpg

(Abençoado o dia em que cortei um bacelo de uma roseira que havia no quintal de Dona Sofia.

E abacelei no meu quintal, permitindo obter esta roseira. Entretanto, as cabras que passaram a pernoitar no quintal de Dona Sofia comeram todas as plantas que lá havia: roseira, alecrim branco, laranjeiras. Cabras são mesmo cabras!)

Rosas do "Apeadeiro da Mata"!

20240423_192116 (2).jpg

(Trouxe poda de roseira que havia no apeadeiro da minha Aldeia, para aí há quarenta anos. Plantei no meu quintal e tenho esta bela roseira. No apeadeiro não há nada. Nem os comboios lá param. Não sei há quantos anos, mas será perto de duas dezenas. 

Rosa da Gulbenkian:

20240421_192222.jpg

(Obtida a partir de fruto com semente, que trouxe do roseiral que enfeita a entrada principal da Fundação - Lado Nordeste.) 

Rosa da porta da Prima Teresa!

20240421_192211.jpg

(Segundo me disse a Mãe, ela trouxe uma poda de uma roseira que havia à porta da Prima Teresa. Abacelou no quintal, junto à murta. Todos os anos dá uma ou duas flores.

A Rua Larga era conhecida pela "Rua das Flores". Nos anos 60 / 70 / 80, praticamente todas as casas da Rua tinham um pequeno alegrete, onde pontificavam roseiras, sardinheiras, malmequeres...)

Rosas Singelas:

20240421_184117.jpg

(Esta roseira também a obtive por semente, a partir de frutos de uma roseira brava que existe na estrada nova, perto do caminho da Fonte da Bica. É ligeiramente rosa. Está plantada no "Quintal de Baixo", onde estou delineando um pequeno jardim, preferencialmente com plantas autóctones.)

Como o/a Caro/a Leitor/a pode constatar, todas estas roseiras foram obtidas ou por abacelamento ou por sementeira e posterior transplantação para os locais pretendidos.

Bons passeios e melhores jardinagens!

30
Mar24

Frésias tricolores...

Francisco Carita Mata

... e um intruso!

20240324_125235 (1).jpg

Tal como no postal de "Aquém-Tejo", também não tenho a certeza absoluta que esta planta também seja Frésia.

Esta tem a particularidade de ser bem bonita, nas suas três cores: vermelho, preto e amarelo. Bastante atrativa. Que o diga o "escaravelho" que por ali aterrou!

A foto é de 24/03/24. E as flores estão no "Quintal de Cima". A planta foi para aí trazida, através de um exemplar proveniente da Serra de Portalegre, de uma espécie de aterro, junto ao Cabeço das Antenas. Numa das últimas passeatas que realizámos pela Serra. De quando tinhamos oportunidade de realizar passeios pedestres pela Serra. Terei de ver quando foi. (Confirmei através das ligações que apresentei anteriormente: Abril de 2021. Ainda estávamos mais ou menos em "pandemia"!)

Os campos estão floridos e verdejantes, Tem chovido bastante neste final de Março, já Primavera, mas bastante invernosa. Vento, chuva, frio. Neve, nas terras altas.

A chuva faz sempre falta!

A Páscoa está a ser bastante molhada. Lembra-se como foi o Natal?!

Há um ditado que diz mais ou menos o seguinte: "Natal na rua, Páscoa em casa".

 

29
Fev24

Passo, por aqui, só para dizer “Olá”!

Francisco Carita Mata

Rosa Salmão. jan.24. Foto original.

Caro/a Leitor/a

Há imenso tempo que não escrevo nos blogues. Em “Aquém-Tejo”, ainda escrevi em Fevereiro. Mas, no “Apeadeiro”, não escrevi mesmo nada.

Por isso aqui estou hoje. Só para dizer “olá”! E desejar tudo de bom. Com muita Saúde e Paz!

A última vez que publiquei foi sobre a casa que ruiu na Rua Larga nº 96.

Pois, saiba o/a Caro/a Leitor/a que está tudo na mesma. Nem faço comentários.

Ilustro o postal com uma linda rosa salmão. Do “Quintal de Cima”, de 13 de janeiro de 2024.

Muito Obrigado pela atenção. Muita Saúde e Paz!

13
Jan24

Rosas em Janeiro?!

Francisco Carita Mata

O Milagre das Rosas!

(01 de Jan. 2024)

Rosa de Alexandria:

Rosa de Alexandria. Original. Jan.24

Botão de Rosa rosa:

Rosa rosa. Original. Jan.24

Botão de Rosa branca:

Botão de rosa branca. Original. Jan.24

Botão de Rosa branca,

e um intruso:

(04/01/24)

Botão de rosa branca. Original. Jan.24

(Paraquedista?! Colaborador?! Coadjuvante?! ...)

Botão de Rosa que não sei classificar - (10/01/24):

Botão de rosa ... Original. Jan.24

(Esta Roseira é das poucas que ainda comprei, há cerca de quarenta anos!)

Botão de Rosa salmão - 10/01/24:

Rosa salmão. Original. Jan.24

E as eternas Altemiras:

Altemira. original. Jan.24.

Votos de Saúde e excelente Janeiro!

PAZ!

 

25
Nov23

Árvores plantadas neste “Verão de S. Martinho”!

Francisco Carita Mata

Freixo e Choupo. Original. 21.11.23

Trabalhos de “Ginásio”, associados a queimadas. E também gatos…

O/A Caro/a Leitor/a tem toda a razão!

As árvores que titulam o postal não foram plantadas este ano.

Já agora, será que consegue identificá-las?!

Bem… eu digo. A que ainda tem folhas outonais é um choupo negro. Será da década passada. Terá para aí uns dez anos. Não sei bem… Obtive-a através de ramo, que abacelei. Cresce muito depressa.

A que está em primeiro plano e já sem folhas, é freixo. São vários, obtidos por sementeira. São dos anos noventa do séc. XX.

Em fundo, está o canavial, de que queimei algumas canas secas. Precisa de grande desbaste. Propaga-se muito, apesar das ovelhas gostarem muito dos ramos verdes. Não tive qualquer ação no plantio destas canas. Estarão por ali há décadas! Sempre as lá vi!

Também uma grande azinheira. Vislumbra-se resto de fumo da queimada.

As fotos que se seguem são de árvores e arbustos que transplantei, dos vasos em que as semeara, para os terrenos em que as pretendo consolidar. Aproveitei este Outono primaveril de meados de Novembro, conhecido por “Verão de São Martinho”. Vamos ver se pegam!

Um Sanguinho, no Vale de Baixo.

Sanguinho. Original. 16.11.23

Bem “vedado”, que as ovelhas são muito gulosas. (Plantei dois.)

No Vale também plantei uma Figueira, mas não sei de que variedade!

Tenho também consolidado os tapumes das outras figueiras e das restantes plantas: amoreira, azinheira, sobreiro, carvalho, romãzeira, marmeleiro, loureiros. Refiro-me às plantas mais pequenas, que as maiores e mais velhas já se protegem por si mesmas.

No “Quintal de Baixo” plantei:

Nespereira!

Nespereira. Original. Nov 23

Roseira Brava

Roseira Brava. original. 15.11.23.

E ainda um espinheiro, algumas murtas, junto de madressilva e figueiras da Índia. Perspetivo que, ao crescerem, formarão uma sebe face ao muro e ao caminho vicinal.

Azinhaga da Atafona. Original. 15.11.23.

Esperemos que assim seja! Que aguentem, principalmente os calores excessivos de Verão, as secas e que eu tenha tempo, possibilidade e paciência para as regar.

E, já se sabe, as companhias…

Gatos. Original. 17.11.23

Na foto anterior, estão manos da ninhada deste ano (Abril / Maio), aconchegados no muro do tanque, no Vale de Baixo.

O branco é Du-Dú. São ambos filhos de Mi-Dú (Dona Maria Eduarda). O “malhado”, a modos e afinal, é “malhada”. Era conhecido por “Riscadinho”, mas já que “mudou de identidade”, batizámo-lo novamente. Passou a chamar-se “Marinete”!

Saúde, Paz, boa disposição e bons trabalhos de tempos livres!

 

29
Out23

Rosas em Outubro! Na minha Aldeia...

Francisco Carita Mata

Porque choram as Rosas?! ...

(Fotos de rosas, no dia 15 de Outubro. No meu Quintal...)

Antes de chover...

Rosa rosa. Foto original. Out 23

                      (Rosa rosa...)

Rosa Alexandria. original. Out 23

                    (Rosa de Alexandria)

Rosa Branca. Quintal de cima. Foto original. Out 23

(Rosa branca... e um intruso?! Coabitação? Coexistência pacífica ou conflituosa?! Entreajuda?!)

...e depois de ter chovido.

Rosa rosa. Foto original. Out 23

                        (Rosa rosa...)

Rosa de Alexandria. Quintal de cima. Foto original. Out 23.

                    (Rosa de Alexandria)

Rosa de Santa Terezinha. original. OUT.23.

                 (Rosa de Stª Terezinha)

Botão de rosa. Foto original. Out 23.

(Botão de rosa branca. Não é da mesma roseira da anterior flor branca, nem da mesma variedade. São diferentes!)

E... Porque choram as rosas?!

E... porque choram as nascentes do Jordão?!

Caro/a Leitor/a, poderá achar uma pieguice publicar fotos de rosas... Mas, face às desumanidades a que assistimos diariamente, considero preferível "falar" de rosas ...

Metáforas...

Saúde e Paz!

24
Set23

Outono a Chegar… Verão a terminar!

Francisco Carita Mata

Ontem, sábado - 23/09, começou o Outono, pouco depois das sete da manhã.

Mas o dia mais pareceu de Verão. E, hoje, 24/09, também!

Como referi, em postal de Aquém-Tejo, ontem, sábado, foi dia de campo.

De manhã, fui até ao Vale de Baixo. Os javalis andam numa grande fossadeira. Já lhes tapei algumas entradas / saídas, especialmente as que envolvem as paredes que derrubam. Abrem outras. Por enquanto, não têm voltado a derribar paredes, pois vêm através do canavial e balsedo limítrofe, a partir do Chão da Prima Maria Constança.

Cortei canas e mais canas e com elas estruturei molhes com que tapei as possíveis entradas e saídas. Observarei os resultados nos próximos dias.

Quem me acompanha nestas campanhas?!

Gato GIL. Foto original. 23.09.23.

Pois. O improvável “amigo Gil”! A foto titulando o postal é dele. Explorando. Caça, caça. Ontem, apanhou uma cobrita e comeu-a. Gafanhotos, borboletas, bichos que se mexam, lá está o animal feroz em função. Gatos são felinos e têm um terrível instinto de caçadores.

Na limpeza efetuada no canavial observei este ninho antigo, da última Primavera.

Ninho. Original. Set. 23.

 Deduzo ser talvez de melro, pela base argilosa envolvida em ervas secas.

O ciclo das estações continua. Anteontem, oficialmente Verão. Desde ontem, sábado, já Outono.

As fotos seguintes são ainda de anteontem, 6ª feira - 22 de Setembro.

Do “Quintal de Cima”:

Rosas de Santa Teresinha

Rosas Santa Teresinha. 09.23.

Rosa branca.

Rosa Branca. Foto original. 22.09.23

(Nesta foto se observam dois intrusos. Consegue identificá-los?!)

As inefáveis “Despedidas de Verão

Despedidas de Verão. Foto original. 22.09.23.

O meu rudimentar e improvisado “Viveiro de plantas”

Viveiro. original. 09.23

Consegue identificar algumas?!

E uma “pratada” de cogumelos!

Cogumelos. Foto original. 22.09.23

Esta foto já não é na Aldeia, mas na Cidade de Régio – Portalegre. No “Jardim do Tarro”.

Disse “pratada”… mas não aconselho a ninguém comer estes cogumelos. São certamente venenosos!

Ontem, sábado - 23/09 - ainda fui ao adro para fotografar o poente. Mas não foi tão apelativo como na 6ª feira, último dia de Verão.

E, chaminés na Travessinha.

Chaminés. Original. 22.09.23.

(Ainda na 6ª feira, dia 22/09/23.)

 

20
Set23

Despedidas de Verão - Set. 2023

Francisco Carita Mata

Quintal de Cima – Aldeia da Mata

Despedidas de Verão. Foto original. 14.09.23.

Finalmente consigo voltar a publicar e escrever nos blogues. Foi quase um mês sem publicar. Mas esteve tudo bem. Tive de desenvolver outras atividades, uns dias de “férias”, umas semanas sem computador. Sobre alguns assuntos irei dando “notícias”.

Despedidas de Verão.

20230914_194538.jpg

O Verão quase a findar. Felizmente também se despediu com alguma chuva. Por aqui, pelo Alentejo, é uma bênção. A ervinha já brota. As ovelhas agradecem.

Ilustro este regresso com as flores que anunciam o findar do verão.

Conheço-as por “Despedidas de Verão”. Ilustram o “Quintal de Cima”, embelezando-o com o seu colorido rosa e perfume adocicado. Este ano estão de colorido mais rosa.

Na fase de floração exuberante (14 Set. 23).

Despedidas de Verão. Foto original. 14.09.23.

Ainda em broto, a nascer do solo

03/09/23:

sample

(Entre outros elementos vegetais: folhas de hera, verdes e secas; celgas, beldroegas...)

Bons passeios, outonais... A nova estação já aí... E muita saúde e paz!

(Despedidas de outros verões.)

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D